"Na bruma leve das paixões que vêm de dentro, tu vens..."

 

Bernardo o mar de Lúcia e Lúcia a sereia de pele clara que mergulhou no amor com Bernardo.

Esses que me fizeram juntar em um filme Alceu, Maria Bethania e Caetano, pra contar que o amor é calmo, é livre, é doce como a voz de Lúcia e divertido como o astral de Bernardo.

   

"É puro o meu amor, como os puros sacrários; 
É nobre o meu amor, como os mais nobres fastos; 
É grande como os mares altíssonos e vastos; 
É suave como o odor de lírios solitários." 

Joao Pessoa

 

e mais

brilhante como o sol, que reinava naquele dia, quente como a fogueira, que queimava e aquecia,

divertido como as bandeirinhas, que enfeitavam aquele lugar

forte como girassol, que deram ainda mais beleza pro Sitio Veredas 

onde cada detalhe tinha amor, 

com a fotografia do Morada 14.

 

Assim são Lúcia e Bernardo, amor!

 

💛

Lu e Baiano, grãos de amor e felicidade. 

1/2

©2017 por Augusto Cesar. Direitos reservados.